Tártaro, como eliminar.

Postado por:

Com esta dica, e sem efeitos secundários, você irá puder ficar com os dentes brancos e brilhantes, removendo a placa bacteriana, em apenas 5 minutos, e sem sair de casa. Aproveita já, e melhora o teu sorriso!
O tártaro é a acumulação de sais de cálcio e de fósforo na superfície dos dentes.
Esta placa bacteriana acumula-se através de restos alimentares, saliva e microrganismos.

tartaro1

Existem 2 tipos de tártaro:

Sub-gengival – Este localiza-se debaixo das gengivas, possui uma consistência firme relativamente ao supra-gengival com uma coloração enegrecida ou esverdeada.

Supra-gengival – Encontra-se acima da borda das gengivas apresentando uma coloração branca ou amarelada. É removível com facilidade.

A principal causa do tártaro deve-se a uma alimentação demasiado ácida. E a falta de higiene dentária contribui também para o desenvolvimento da placa bacteriana.

Alimentos e suplementos benéficos para evitar o tártaro:

Frutas frescas e vegetais crús – rúcula, espinafres, acelgas, alface e maçãs.

Argila branca – ajuda a alcalinizar o nosso organismo e o pH da boca.

Água do mar – limpa e fortalece os dentes ajudando também a alcalinizar o pH da boca.

Stévia – adoçante natural benéfico para os dentes.

Técnicas para remoção e diminuição do tártaro:

tartaro2

Pó de carvão ativo – Ajuda a aclarear os dentes e é um dos tratamentos odontológicos mais procurados na atualidade. Tal como o bicarbonato de sódio o carvão activo não deve ser usado excessivamente e com frequência pois pode tornar-se abrasivo para o esmalte dentário. Ao comprar carvão activo certifique-se que este é de origem vegetal (de madeira, de côco, etc) e não a partir do petróleo. Este produto é facilmente encontrado em lojas de produtos naturais. Aplicação: molhe a escova de dentes com água e ponha um pouco de pó de carvão em cima desta. Esfregue os dentes normalmente e lave com água tépida.

tartaro4

Óleo de girassol ou Óleo de gergelim – Lavagens com estes óleos ajuda a limpar a placa dentária e a remover as toxinas da nossa boca. É especialmente recomendado em casos de infecções bucais, gengivites e destes meio soltos. As suas propriedades anti-fúngicas, anti-bacterianas e anti-inflamatórias fazem deste tratamento um excelente anti-séptico oral. Aplicação: faça gargarejos com óleo de gergelim ou de girassol.

Por fim, não se esqueça de fazer sempre uma correcta higiene oral. Use fio dental antes de se deitar para se certificar que não ficam resíduos alimentares entre os dentes durante toda a noite.

Fonte: http://www.altamente.org/truque-para-remover-a-placa-bacteriana-em-5-minutos-e-sem-sair-de-casa/

8

Sobre o Autor:

  Artigos Relacionados

Comentários

  1. Sheila  setembro 3, 2015

    Pode ser utilizado óleo de girassol de supermercado,o mesmo que se usa em frituras?

    responder
    • Luiz Terapeuta  setembro 6, 2015

      Não.

      responder
      • s  junho 20, 2016

        E qual a é diferença entre oleo comprado em supermecados e os vendidos em outras lojas?

        responder
  2. marcia regina correa  setembro 24, 2015

    como posso utilizar a argila branca?

    responder
  3. joana Almeida  setembro 29, 2015

    Os bochejos com oleo jirasol podem puxar bactérias do canal digestivo estonango etc

    responder
  4. Paulo  janeiro 2, 2016

    Olá, acho que você quis dizer bochechos e não gargarejos….o óleo deve ser extravirgem e de preferência orgânico, óleo de coco é super indicado. abraço.

    responder
  5. maria  março 5, 2016

    A minha mãe e o meu pai usavam pó de carvão. Tínhamos uma carvoaria no anos 50 e eu pequena não percebia nada! Eles tinham dentes lindos. Eu tmb tenho mas deve ser genético. Faço uma limpeza com bicarbonato una vez por mês.

    responder
  6. Evilanei  fevereiro 16, 2017

    Realmente essa idéia do carvão funciona mesmo

    responder

Enviar um comentário