Dieta Atlantica

Postado por:

A dieta Atlantica é uma das alternativas para a adoção de uma dieta saudável, pois representa ela uma opção saudável de alimentação e com resultados excelentes, semelhantes ao da dieta Mediterrânea.
A dieta do Atlântico é baseada em baixo índice de gordura saturada, em proteína de alta qualidade, rica em fibras e sem açúcar refinado. Também oferece uma prática diária de exercício físico. Ela segue o padrão clássico da dieta mediterrânea e inclui uma variedade de produtos saudáveis como frutas e hortaliças, azeite, legumes, carne bovina e suína, cereais e frutos do mar. O peixe é o produto base desta dieta, recomendável de 3 a 4 vezes por dia.

Outros alimentos adicionados à dieta do Atlântico são o leite e vinho branco, com moderação. Essa dieta também é uma mudança do hábito alimentar para cuidar do corpo. Estudos demonstram que os hábitos alimentares saudáveis estão muito presentes em qualquer dieta que segue os princípios mediterrâneos.
Os hábitos prejudiciais da alimentação ocidental têm proliferado doenças cardiovasculares e obesidade em todo o mundo.

A dieta do Atlântico diferencia-se das dietas mediterrâneas porque inclui mariscos e peixes como os principais alimentos; também carne bovina, carne de porco, legumes, sopas e guisados. Enquanto isso, na dieta mediterrânica existe o domínio pelo azeite, frutas e legumes, carnes, massas e grelhados.
Tem mais: bebês nascidos de mães consumidoras de peixe têm um QI mais elevado.
Dica: substitua os principais alimentos da dieta mediterrânea pelos peixes e frutos do mar que estará muito próxima dos princípios dessa dieta.

Dez Mandamentos da DIETA DO ATLÂNTICO

Como conclusão II Congresso Internacional da Dieta Atlântica, em novembro de 2006, compilou-se, por consenso 10 recomendações para uma alimentação saudável, que visa incentivar a filosofia deste dieta:

1. Muito consumo de peixe (de mar e rio) e moluscos (moluscos e crustáceos), que constituem as grandes reservas naturais do Atlântico atual. É recomendável comer peixe e frutos do mar 3 a 4 vezes por semana em diferentes fases da vida.

2. Comer muitos alimentos vegetais: cereais, batatas e legumes . Dietas ricas nesses alimentos são a melhor maneira de obter um perfil calórico recomendado no qual 50% da energia total deve ser consumida na forma de carboidratos complexos.

3. O alto consumo de frutas e verduras. É recomendável comer uma grande variedade de frutas, principalmente maçã e frutas cítricas. Hortículas como couve, repolho, nabo e grelos, juntamente com feijão, pimentões, cebolas, cenouras, ervilhas e alhos.

4. Use azeite como gordura de cozimento principal.

5. Consumir produtos lácteos. Eles são excelentes fontes de alto valor biológico da proteína, minerais (cálcio e fósforo) e vitaminas. Além disso, o consumo de produtos lácteos fermentados está associado a uma série de benefícios para a saúde através de microorganismos capazes de melhorar o equilíbrio da microflora intestinal.

6. O consumo de carne é importante mas deve ser feito com moderação. Recomenda-se consumir carnes magras, que fazem parte de pratos à base de legumes, feijão ou batata.

7. Recomendada ainda a ingestão de bastante líquidos, especialmente água como uma bebida de excelência. O vinho deve ser tomado moderadamente, responsável e inteligente, e com alimentos.

8. Seja simples ao preparar os alimentos para manter a qualidade das matérias-primas e, portanto, o valor nutricional. O uso na cozinha, grelhados, fritos em azeite, técnicas breading não prejudicam a nutrição das matérias-primas da dieta atlântica.

9. Manutenção de hábitos alimentares tradicionais Atlânticos. Comer divertindo-se.

10. Atividade física diariamente é tão importante quanto comer corretamente .

Fonte: http://dietasehabitos.com.br/dieta-atlantica/

0

Sobre o Autor:

  Artigos Relacionados

Enviar um comentário